Gestão Financeira

A ECOS tem como objetivo principal gerar serviços de comunicação em saúde de caráter gratuito público e procurar soluções para a redução de problemas econômicos e sociais. Diariamente, a organização enfrenta diversos desafios para captar seus recursos, seja de forma direta, seja de forma indireta, além de gerir e distribuir os recursos disponíveis. Tais verbas advêm principalmente de doações, contribuições, subvenções e do voluntariado.

Em sua trajetória ao longo do tempo, a instituição já obteve 80% dos seus recursos de investidores internacionais. Grandes empresas brasileiras, como a Petrobras, foram responsáveis pela entrada de verba em projetos de sucesso, movimentando ao todo aproximadamente R$ 400 mil no ano; em 2015, o montante foi de R$ 200 mil. Com a mudança do cenário econômico no Brasil e a saída dos patrocínios, a nova gestão vem lutando para manter a instituição.

Com esforços dos voluntários, em 2016 e 2017 a verba foi captada por meio de editais, nos quais apenas projetos de interesse social sólidos são apoiados, além da venda de itens produzidos pela organização.

A gestão financeira da ECOS é realizada pelo voluntário e advogado Lucas Seara. As diretrizes financeiras, assim como a prestação de contas, seguem as solicitações dos financiadores do projeto apoiado, com a retaguarda do escritório de contabilidade escolhido.

A instituição não possui gastos fixos diários. Todo gasto com contratação de escritórios de contabilidade e consultoria jurídica, além de profissionais especializados para a coordenação de projetos e técnicos, integra o orçamento original apresentado.

Com os esforços da diretoria e colaboradores em retomar as atividades da ONG, os diretores estimam uma curva ascendente do orçamento para os próximos anos, captando aproximadamente R$180 mil reais para 2018.

  • Últimas da ECOS

    Hoje, dia 15 de Julho se comemora o “Dia do Homem”. Esse dia nos faz pensar se deveríamos e, como deveríamos comemorar o tal “Dia do Homem”. Mas afinal de que homens estamos falando? São tantas as masculinidades quanto diversas as opressões de gênero. Que o “Dia do Homem” sirva como lembrança pro necessário enfrentamento dos modelos hegemônicos de gênero, do racismo, da hetoronormatividade, do binarismo de gênero e demais mecanismos que se traduzem em injustiças sociais, violência e opressão. Que essa data nos recorde que há muito o que fazer se queremos ultrapassar as barreiras de acesso à saúde integral e equânime para homens jovens e adultos. ... Ver maisVer menos

    Ver no Facebook

    5 dias atrás

    ECOS - Comunicação em Sexualidade

    Ainda celebrando a escolha de Denise Carreira, que faz parte da nossa coordenação executiva, entre as brasileiras que integram a Rede Gulmakai do Fundo Malala, deixamos a nossa dica para que você possa aproveitar o #MalalaDay por muitos e muitos dias:

    ✊ Demonstre apoio ao direito humano à educação em suas redes sociais.
    ✊ Conheça trabalhos de organizações do campo de defesa de direitos que atuam no combate às desigualdades de gênero e raça na educação.
    ✊ Valorize iniciativas locais e ações de meninas e mulheres em favor da educação na sua região.

    Essas são ideias de primeiros passos, muito podemos fazer juntas por uma educação de qualidade! #AçãoEmRede

    + sobre #MalalaDay : data em que celebramos o aniversário de Malala Yousafzai e reconhecemos seus esforços em defesa dos direitos humanos e da educação de meninas e mulheres.
    ... Ver maisVer menos

    Ver no Facebook

© 1989 - 2018 ECOS - Comunicação em Sexualidade. Todos os direitos reservados.